segunda-feira, 23 de junho de 2008

Hi...Olá..Aqui estou de novo...

Hi folks,
Don´t know i´m still writing in englished,seems like you all have been vanished..No one lefts me a simple comment,ok, i'm in a little bir dramatic time, but it´s the simple truth,believe me, don´t know what´s happening, i think i fell a bit careless too...Well, things are doing fine..I´m teaching french on saturdays and i´ll start to teach english this next semester...I bet i'll try to do my best and not disapoint you all...Sometimes i feel a bit scared:choices are very tough stuff to think about..It´s raining very much outside,cold season,we´re in the beggining of the winter here,so, at a sunny city like mine,it´s a bit weird to see rain falling outside:sorry for my mistakes,i think i´m not clearing my ideas so acurately...Someone told me last week that i´m a fake person and that hurted me a lot, cause i know i´m not that awful person,if there´s a quality people cannot doubt on me,it´s my honesty,my ability to always tell the truth, to be sinceer to every single person in this world...I´ve been running through a tough period of my life, a period of difficult choices, choices which will change my future, for better for worse, they´ll change it...But believe me,i´m an honest person, to myself,to my feeling,and logically, for the others who surround me, who support me..Sorry if i hurt anyone of you,i didn´t mean to do it, it was not my intention,just to finish,i have all the certainty that my heart is light cause everytime single time of life i always tell the simple truth and i´m certain that this is the best way to keep the most precious treasure you can have: your friends...
All the best always,
XOXO,Ludmila.

Desde a semana passada,sinto como se ninguém acreditasse em mim...Acreditar em meus sonhos, nas minhas certezas e até nas próprias incertezas...Tentei seguir meu coração falando sempre a verdade, mas fui desafiada como alguém falsa, alguém que "brinca" com os sentimentos alheios,perdoe-me a quem quer que esteja lendo este blog hoje, isto não é verdade...A única verdade que poderia dizer a todos neste dia de hoje é:sempre fui sincera com todos que me rodeiam, se algum dia não fui, foi errando na intenção de acertar, de não machucar ninguém....Isso está mais parecendo com carta de político que tenta se retirar do "palco das ilusões":tranquilizem-se, não quero me retirar de nada, muito pelo contrário, estou tentando me apresentar no palco das certezas,não que isto seja encenação, como diria uma certa frase que li no status de um amigo meu:"É que não sou atriz...quando sinto dor...tenho que chorar"...Aliás, por falar em choro, até da sinceridade das minhas lágrimas foram capaz de duvidar,é o momento de partir em minha defesa...

Defender-me....Será que há mesmo necessidade disso?É como se eu mesma estivesse numa busca desesperada para que uma certa pessoa acredite em minha sinceridade,porém a pessoa mais importante a quem devo explicações....sou eu mesma...É isso mesmo, acreditem, devo ser sincera comigo mesma, com meus sentimentos e emoções...Piegas?Pode até parecer um pouco inicialmente,mas uma coisa é certa como a lógica da matemática: se eu não acreditar em mim, quem haverá de fazê-lo, eu sou meu melhor representante:discurso egoísta:não,em favor da minha felicidade, do meu bem-estar, de poder ter a consciência tranqüila nestes tempos em que muita gente muitas vezes coloca a própria certeza que dizem ter à prova....

Acho que o significado de meu nome diz tudo:querida por todos..E é assim que me sinto bem,acho que todos somos assim, não é bom estar em um ambiente onde não nos sintamos queridos, acolhidos por todos..É como se faltasse a última peça do quebra-cabeças: não se completam as coisas,parece que fica "faltando alguma coisa"....Preferi ser sincera com meu coração ao invés de seguir uma idéia fixa,puramente racional,sentimentos não surgem quando mais queremos, eles simplesmente surgem, devem ser notados,percebidos de maneira natural, nada na vida que seja forçado, "empurrado à força" tem a mesma força de quando vem com a sutileza de um desabrochar de rosas..e essa sou eu, tento colocar a sensibilidade em tudo que faço,embora em muitas ocasiões possa parecer "fria e distante",talvez seja um pouco de medo:é,tenho medo sim,de bastante coisa eu diria até,talvez por isso em determinadas vezes quando deveria mergulhar "de cabeça" vem a tal da racionalidade aninhada ao velho medo de sofrer e diz: "calma menina, vá devagar,pode ser que você caia"; a questão é que se nos deixarmos dominar por ele, é de um efeito paralisante tremendo, você se sente incapaz de caminhar, de ir em frente...Mas então, vem uma voz suave, como a brisa, e diz:"Calma menina,vá devagar..que você consegue"...É um bálsamo pra alma ouvir isso..Basta escutar com a pureza de um coração pronto pra continuar, seguir em frente em meio aos desafios que a vida nos oferece...Verdade: esse é meu nome;segue, coração de sonhos inquebrantáveis....
Beijos à todos....