sexta-feira, 6 de março de 2009

Cometa de emoções...

Confesso que tive dúvidas na hora de pensar em um título pra esse post de hoje, mas é de fato como me sinto: um cometa de emoções.O por quê disto? Eu explico.Ultimamente, ando passando por uma fase na qual as emoções vem com a velocidade de um cometa e vão embora com o dobro da velocidade do mesmo..Conheço pessoas, me agrado, vejo coisas em comum, imagino que vai ser tudo as mil maravilhas e quando penso que está dando tudo certo, vem uma avalanche, não sei se de " mau-olhado" , como dizem os simpatizantes pela religião do candomblé e levam tudo embora, como as oferendas feitas pra Iemanjá em Salvador, todo dia 2 de fevereiro...

Detesto, devo dizer em alto e bom som, as pessoas que inicialmente dão valor tremendo e depois, vão sumindo, sem deixar rastro, sei lá se por acaso se decpecionaram com alguma coisa que fizemos, por quê não dizer logo na cara, ser mais sincero, "olha, não gosto que me persiga, não gosto disso e daquilo outro", mas sumir e deixar a gente na dúvida, ah, isso é demais!

Talvez o fantasma da solidão me apavore tanto que quando imagino ter encontrado alguém pra supri-la, o destino vem e me toma, como quem diz:"Menina, deixe de ser apressada, tenha calma, que o que tiver de ser seu, será"..Mas coração e mente parecem não andar no mesmo compasso, um me manda desacelerar, aproveitar, mas o meu quê de racional não quer deixar nada por menos, "não, não aceito isso, tem que ter uma explicação"..Justo eu, que sempre detestei matemática, dando uma de cartesiana, buscando explicação lógica, racional pra tudo, mas enfim, só pra variar: essa sou eu!

Sigo assim, à minha maneira, do meu jeitinho, buscando explicação pra tudo, acho que só assim a cabeça consegue aceitar melhor o que não se pode modificar.Vou ficando por aqui.
Beijos!

Nenhum comentário: