segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Hora de arrumar as gavetas...

É meus amigos, eis que mais uma vez, como boa brasileira que sou, deixo para os 45 do segundo tempo minhas ideias para o mês de dezembro...É aquela hora de arrumar as gavetas, achar o bilhetinho perdido, a conta que esquecemos de pagar ( sim, elas nos perseguem!!),enfim, colocar as coisas em seus devidos lugares..Pode parecer clichê deixar pra fazer tudo isso em dezembro, talvez por isso o mês seja recorde de panes em internet, telefones,aeroportos, tudo resolve parar de funcionar..Lei do caos?Não, apenas o tempo que também quer um tempo...

Não sei se é mania de brasileiro,mas a verdade é que todos nós,por menor que seja a tarefa,sempre deixamos pro último átimo de segundo e ainda temos a capacidade de justificar os erros pondo a culpa no "coitado" do tempo, maldade isso,não acham?!E é um tal de fazer plano aqui,marcar o que fez ou deixou de fazer e olha que é a décima segunda chance que tivemos de cumprir as velhas promessas feitas no ano anterior,uma coisa me deixa "com a pulga atrás da orelha": por que essas mesmas metas,objetivos, com o passar dos anos, tomam os últimos lugares na fila?É como se cada ano que passasse,tudo se acumulasse, tornando-se assim uma verdadeira bola de neve de sonhos,ideais não realizados...

Por que tanta frustração?Simples, a vontade que todos nós temos de querer "agarrar o mundo inteiro", com braços e pernas;calma..Lembrei agora de uma música:"Mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma, até quando o corpo pede um pouco mais de alma, a vida não para..Enquanto o tempo acelera e pede pressa, eu me recuso, faço hora, vou na valsa"...

Sinto ter realizado neste fim de ano tantas coisas que há um tempo atrás, sequer imaginaria...Será que alguém de vocês já sentiu isso? Posso dizer com certeza, é muito bom...Dá uma sensação de dever cumprido, de que cada minuto foi bem aproveitado..Falhas? Sim, tive e ainda as tenho,mas quem não tem?

Acredito residir nos erros a beleza das falhas do ser humano, ter a possibilidade, a chance de fazer dar certo..Não conseguiu perder aqueles quilinhos extras, procurar algo de que realmente goste de fazer?Acho que jamais haverá memória de computador suficientemente grande quanto a capacidade que nós humanos temos de querer sempre mais, sempre o melhor em nossas vidas, é como se não faltasse espaço para novas lições, alguém ainda imagina que o computador seja melhor que nós mesmos?!

Abraços a todos!!!

Um comentário:

Felipe Sá Cardoso disse...

Já foi dito antes: TODOS OS DIAS QUANDO ACORDO, NÃO TENHO MAIS O TEMPO QUE PASSOU. Sabe o que isso quer dizer né? Postergar é uma palavrinha triste de se conviver... Mas acaba sendo um hábito (mau). A conjugação do "depois" acaba sempre em um infinito imperfeito que vicia mais do que goiabada com creme de leite. Quanto já se falou em verso e prosa sobre o tempo, a sua falta, os seus excessos, suas complicações, teimosias e conforto... O tempo conforta... E encontrar aquele bilhetinho na gaveta e ver o quanto foi bom só tê-lo reencontrado agora, faz com que lembremos que TEMOS TODO O TEMPO DO MUNDO...