domingo, 3 de abril de 2011

Hora de reestruturar...

Não,isso não é "repeteco" do post que escrevi no final de 2010...Juro que não.Alguns amigos lembraram que hoje, exatamente nesse dia,começa o novo ano astrológico;portanto,hora de reestruturar as ideias,sentimentos e ações...Bom,mas isso foi só pra "abrir" e dar espaço,comecemos o que imaginei para hoje... Domingo é aquele dia que tanto serve para não fazer nada,como pode servir para reestruturar,reorganizar ideias, fazer aquilo que programamos a semana inteira,mas alegamos "nunca ter tempo suficiente",fazer aquela caminhada, começar aquela dieta,etc..Eu?Resolvi assistir um filme,aposto que estão todos curiosos para saber qual foi,não é mesmo?Pois eu respondo:"Julie & Julia". Conta a história de duas mulheres, separadas por mais de 40 anos de diferença,porém com uma paixão em comum: a culinária,como forma de preencher um vazio na vida de ambas... Se elas eram infelizes?De certa forma, sim.. A primeira,Julie, essa dos tempos atuais,é frustrada no trabalho:"empurra" um ofício de atendente de seguros,pois é a única maneira de se sentir incluída no mercado de trabalho..Mora com seu marido,Eric, em "cima de uma pizzaria",no bairro do Queens,em Nova York. A segunda,essa é Julia,já com uma certa idade,muda-se para Paris com seu marido,Paul,pois este tem um posto importante.. Ocorre que a jovem senhora é diferente da maior parte das americanas: ela não quer se sentir desocupada,como se dependesse completamente de seu marido; este a indaga o que ela gosta de fazer,qual foi a resposta?Sim, meus caros, a culinária,Julia ama, na verdade, comer..Mas não sabia cozinhar,aliás,não fazia a mínima ideia do que era a culinária, especificamente, a francesa... A decisão de ambas?Iniciar através da arte de cozinhar,um processo de mudança gradual..Julia inicia um curso de culinária,pois assim deseja ajudar as donas de casa americanas a arte da culinária francesa.Sofre bastante no início,já que sofre o preconceito de ser uma mulher na arte de cozinhar profissionalmente falando.Fim da história?Nada disso. Alguns "muitos anos depois",surge Julie, a mocinha que acaba de fazer 30 anos e chega a conclusão de que é hora de fazer algo e conseguir terminar.. A tarefa escolhida?Escrever um blog com todas as receitas de Julia,só que existe um prazo para terminar: um ano,ou seja, 365 dias para escrever - e testar- mais de quinhentas receitas..Que comece o desafio...Aves,sobremesas,carnes e para finalizar,o bendito "pato desossado"..E ela pensa:"Nunca desossei um pato, como vou fazer isso?"..Tudo começa de um primeiro passo,certo amigos?E assim ela o fez.. Das receitas mais fáceis, do desespero na hora do erro,ela seguiu..Tinham momentos em que,simplesmente tudo, dava errado..Se dava vontade de desistir?Sim,claro, estamos lidando com a falibilidade (será mesmo que essa palavra existe?!) humana..Alguém aí relembrou algum episódio parecido,acertei?Bate aquela vontade de jogar "o resto da comida no lixo",como fez a Julia...Limpou as lágrimas e reiniciou seu intento.O resultado?Vários convites para editar o blog em livro.. E é por isso que existem momentos como esse,ocasiões em que é necessário colocar as coisas em ordem ,avaliar o que realmente é importante e jogar fora tudo aquilo que só "ocupa espaço na garrafa dos nossos pensamentos"..Deu curiosidade pra ver o filme?Prepara uma pipoca e chama os amigos..Bom filme,mas não esqueça de você,ok? Abraços à todos!!

5 comentários:

Jessica disse...

Reestruturar.. palavra que devia fazer parte de todo mundo, que fosse feita em todas as horas vagas da vida.. naqueles minutinhos em que não precisamos estar arrancando os cabelos da cabeça, mas parar e respirar.. se renovar, quardar as energias. fazer o que gosta pelo menos por umas horinhas, como assistir ao filme.. nem que seja em um domingo, rsrs!
Abraço!

Vilmar Barros de Oliveira disse...

Adorei o seu texto!
leve porem sem perder a textura que mantêm o leitor atento.
Beijo

Zelia Leite disse...

Gostei muito do que vc escreve,
Texto coeso bem redondo e gostoso de se ler.
Passei momentos bem agradáveis aqui.
bjo

Ludmila M. disse...

Muito obrigada pelos lindos comentários!!

Lori Grisi disse...

Lud, eu AMO esse filme. Vi no cinema e achei inspirador. E ao ler seu post, achei mais inspirador ainda. Estou numa fase meio Julie, odiando o emprego, me sentindo meio vazia, sem direcionamento, um tantinho infeliz... E parece que a proximidade dos 30 potencializa tudo isso. Essas datas redondas sempre despertam avaliações sobre a própria vida. Talvez eu precise de um novo calendário, mas o que eu preciso mesmo é tomar um rumo! Beijocas em vc e na família linda toda!

Lorena Grisi