segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Carências....

Quase dois meses sem passar por aqui...Vocês devem estar pensando:"De novo ela com essa história?!"Mas é a mais pura e absoluta verdade, sinto falta de vocês- os poucos que me seguem, sinto falta até de mim mesma às vezes...Hoje decidi que o dia é propício para tratar desse assunto: carências...Devem estar se perguntando o porquê- de novo...Ontem, um velho amigo comentou que fazia muito tempo que não nos víamos, que ele estava "carente"...Aposto que vários de vocês já podem imaginar a que tipo de carência ele se refere, certo?É, é essa mesmo, aquela que acomete homens e mulheres, a "física"( para bom entendedor, meia palavra basta, correto?!)

Depois da rápida conversa, passei a refletir sobre os diversos tipos que existem...Eis algumas representações: a "física"- que acomete nosso amigo neste exato momento; de atenção- ah, são tantos que sofrem dessa variação, principalmente nos dias tão apressados de hoje; a de alimentos- ah, a fome!Quão cruel ela pode ser, pensemos nos nossos amigos africanos...Continuemos: a de expressão, quantas vozes já foram caladas e precisavam ser ouvidas; a carência de abraço- essa em especial, eu mesma senti hoje de manhã, da minha avó, que já partiu e está em outro plano...

O mundo anda tão carente...De todas as carências...Todos com tanta pressa, afinal, tempo é dinheiro, a tal "filosofia" que os Estados Unidos da América ajudaram a disseminar através dos tempos, tempos duros, de muitas vidas ceifadas- muitas vezes, sem necessidade-quando a paz já deveria ser o caminho, como diria Gandhi ( quanta falta você nos faz!).E por falar em filosofia, na acepção do termo, remete aos pensadores, aqueles que utilizavam a razão como base de seus argumentos...E quem disse que considerar a condição financeira como sustentáculo de toda a humanidade é FILOSOFIA?!

Aliás, parece que esse penúltimo verbete não foi colocado aqui "por acaso":somos humanos e através dessa condição- que parece básica,mas é primordial- necessitamos suprir nossas carências; somos seres sociais, os quais necessitam dividir ideias, compartilhar sentimentos, enfim, buscar alternativas para tanta "falta de amor e compaixão" entre "humanos"..O porquê das aspas? Eu explico: parece que esquecemos do que realmente significa esse termo...Ah, o amor incondiciona...Por toda uma raça- a humana- credos, cores, opções...Um dia chegaremos lá....

Abraços à todos!!!

3 comentários:

Cheap Flights disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
RONALDO RIBEIRO disse...

Andamos carentes daquilo que vem de dentro, estamos esquecendo de que não somos maquinas e que elas é que tem de nos servir. Quem não aprender no sorriso com certeza aprendera com a dor, e ai o sentido de tudo muda, e como muda.

Tiago disse...

Rodeado de gente.

Mesmo assim sozinho.